As eleições para a nova direção do Sindica dos Jornalistas de Minas Gerais para o triênio 2020/2023 serão realizadas de 27 a 29 de maio e por meio eletrônico. Podem votar jornalistas associados e em dia com o Sindicato. A Corrente Sindical UNIDADE CLASSISTA apoia a chapa Oposição Sindical: Independente, Consciente e de Luta – CHAPA 1 encabeçada pelo jornalista Adriano Boaventura. 

Segue as principais propostas defendidas pela CHAPA 1:

PROPOSTAS GERAIS (NACIONAIS)

• Defender a obrigatoriedade do Diploma de jornalista para o exercício da profissão; 

• Defender o registro de jornalista contra a MP 905/19

• Pela estabilidade no emprego

• Pelo adicional de periculosidade

• Pelo direito de ação de instalação de dissídio coletivo

• Aposentadoria especial para jornalistas, com recomposição das perdas dos companheiros já aposentados

• Pelo fim do assédio moral

• Desenvolvimento de uma campanha de esclarecimento e combate ao assédio moral

PROPOSTAS ESPECÍFICAS (REGIONAIS)

• Criar plano de carreira

• Piso estadual unificado com base no salário mínimo por número de funcionários da empresa (incluídos não jornalistas) em três níveis: até 10 funcionários, 04 salários mínimos por jornada de cinco horas; de 10 a 20 funcionários, 05 mínimos/jornada de cinco horas; mais de 20 funcionários, 06 salários mínimos/jornada de cinco horas

• Piso unificado para todos os segmentos da categoria

• Pela correção da função dos repórteres cinematográficos

• Delegado sindical por local de trabalho com direito a estabilidade

• Promover mudanças no estatuto do sindicato após amplo debate com a categoria

• Realizar campanhas de sindicalização

• Fortalecer o departamento jurídico e oferecer assistência jurídica gratuita

• Criar, fortalecer e ampliar o número de subsedes e representantes do sindicato no interior do Estado

• Criar um departamento de saúde, oferecendo atendimento aos jornalistas

• Promover cursos de atualização profissional tanto na capital quanto no interior de Minas

• Criar um fundo de greve

• Criar um fundo de apoio ao jornalista desempregado

• Intensificar a articulação política com o movimento estudantil na área de comunicação

• Atuar junto aos professores de comunicação em favor da qualidade na formação dos jornalistas

• Cobrar do MEC uma fiscalização rigorosa da qualidade dos cursos de jornalismo

• Criação de um cineclube

• Regulamentação do estágio

• Fim do banco de horas

• Pagamento dos domingos e feriados trabalhados como jornada dobrada

• Combater frilas fixos e pejotização do jornalista

• Adicional de periculosidade

• Por uma política de segurança para o jornalista

• Fiscalizar a aplicação das normas de saúde no trabalho

• Incentivar os trabalhadores a fazerem a comunicação de trabalho ao sindicato. Fazer cartilha orientando os jornalistas como proceder nos acidentes de trabalho e doenças ocupacionais

• Aposentadoria especial para jornalistas

• Oferecer assistência jurídica, trabalhista e previdenciária aos aposentados

• Valorização do jornalista aposentado

• Revisão do cálculo dos vencimentos e recomposição das perdas dos jornalistas aposentados

• Parceria com a AFORC Minas

• Contra o acúmulo de funções

• Criar disque denúncia do sindicato

Nestes tempos de crise do capital agravada pela pandemia global do coronavirus é fundamental fortalecer o sindicalismo classista e avançar no processo de reorganização da classe trabalhadora. Votar na CHAPA 1 é optar por um sindicalismo classista, independente, consciente e de luta!

Corrente Sindical UNIDADE CLASSISTA

Belo Horizonte, Minas Gerais – 21 de maio de 2020.

FONTE:
http://www.sjpmg.org.br/2020/05/eleicao-para-direcao-do-sjpmg-tem-nova-data/

https://oposicaosindical.blogspot.com/2020/05/votacao-eletronica-sera-feita-toque-de.html