Em plena Pandemia do Covid19, o Sistema Usiminas através da Usiminas Mecânica, situada na Região Metropolitana do Vale do Aço, em Ipatinga/MG ameaça demitir cerca de 700 trabalhadores e trabalhadoras. 

Com o negacionismo do governo federal, junto à omissão do governado do estado e ainda as medidas equivocadas e isoladas da Prefeitura de Municipal de Ipatinga, o Covid19 trouxe mais uma ação cruel e pensada pelo capital industrial contra os metalúrgicos, ou seja, em pleno pico da proliferação do vírus na cidade e região metropolitana do vale do aço, a Usiminas Mecânica de uma forma covarde apresenta um plano de demissão em massa e ameaça a fechar a unidade.

Na avaliação do Sindicato dos Metalúrgicos de Ipatinga, Geraldo Magela presidente do SINDIPA, conduzido pela Intersindical (Instrumento de Luta e Organização da Classe Trabalhadora) argumenta que a Usiminas Mecânica quer demitir em massa neste momento de crise econômica e sanitária, para logo na frente contratar os trabalhadores com pagamentos bem menores e colocá-los em exposição a condições piores de trabalho, inclusive de turnos de super exploração. 

Nós, da Unidade Classista, Partido Comunista Brasileiro e União da Juventude Comunista nos solidarizamos com a luta organizada pelo Sindicato dos Metalúrgicos de Ipatinga e Região SINDIPA, contra o que a direção da empresa Usiminas Mecânica pretende fazer nos próximos dias, que é demitir cerca de 700 trabalhadores, os colocando na fila gigantesca do desemprego, da vulnerabilidade social e da grave crise sanitária. 

Nós nos somamos à luta organizada pelo SINDIPA em defesa dos empregos do conjunto dos trabalhadores e das trabalhadoras. Colocamos-nos também em defesa da garantia da saúde dos metalúrgicos, inclusive exigimos que a empresa realizasse os testes em todos os trabalhadores e trabalhadoras. A cidade de Ipatinga apresenta mais de 23 mortes por Covid19, tem 100% dos leitos ocupados de UTI específicos para tratar da pandemia. Pouca capacidade de realizar testes e uma multiplicação exponencial dos números dos casos confirmados de pessoas contaminadas com o Covid19.

A pandemia provocada pelo Covid19 tem sido utilizada pelas empresas para arrancar direitos e empregos, é preciso dizer NÃO a tudo isso e lutar em defesa da vida e do direito ao emprego dos metalúrgicos!

Ousar lutar, criar Poder Popular!!!

PCB Ipatinga, 15 de junho de 2020.