Dirlene Marques (PSOL) +Sara Azevedo (PSOL)

GOVERNADORA

Sobre a Dirlene

Professora universitária, economista, mestre em Ciência Política e aposentada da UFMG. Trabalhou por 29 anos junto à universidade, onde criou o Nepem (Núcleo de Pesquisa Sobre a Mulher) e coordenou o curso de Educação, Pobreza e Desigualdade Social.

Fundou a Associação dos Professores Universitários de Belo Horizonte(APU -BH) e depois estendeu sua luta para a criação da Associação Nacional dos Docentes do Ensino Superior (Andes).

Sua atuação política é voltada para os movimentos sociais, tendo trabalhado no Fórum Social Mundial e no 1° Fórum Social Brasileiro. Tem um histórico de firme participação política, atuando junto à prefeitura de Timóteo na Secretaria de Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico, além de ter sido assessora financeira do CREA MG e de planejamento da Prodabel (Processamento de Dados de Belo Horizonte).

Dirlene Marques é feminista e acredita na mudança e na construção de uma democracia real, capaz de transformar Minas Gerais para melhor.

Sobre a Sara

Oi, meu nome é sara.

Tenho 32 anos. Nasci em Belém do Pará. Joguei vôlei por 4 anos e basquete por mais 7. Por ser atleta ganhei bolsa para os dois últimos anos de escola. Aos 17 anos passei no vestibular. Aos 18 entrei na Universidade do Estado do Pará. Cursei Licenciatura Plena em Educação Física, curso que almejei desde os meus 14 anos. Já ao final do primeiro semestre estava como coordenadora do Centro Acadêmico do Curso de Educação Física – Cacef. Nos 3 anos seguintes participei ativamente do MEEF (Movimento Estudantil de Educação Física) e até o final da

raduação fui gestão do DCE UEPA (Diretório Central dos Estudantes da Universidade do Estado do Pará). Aos 21 anos conheci o PSOL. Me encontrei politicamente. Além de me filiar, me descobri, reconheci minha sexualidade, compreendi meu corpo. Neste mesmo ano conheci várias pessoas, parceiros de uma vida. Inclusive, foi quando conheci Juliana.

Aos 24 anos decidi mudar os rumos traçados. Um novo começo. Saí do Norte e vim para o sudeste. Sem dinheiro no bolso e com muitos sonhos no peito, cheguei a Belo Horizonte. Nunca havia pousado aqui, mas me encontrei novamente, reaprendi a vida. Aqui trabalhei como professora nos morros e aglomerados, ao mesmo tempo, também como operadora de telemarketing. Vivenciei o nascer de diversos movimentos, especialmente o Juntos, movimento do qual tenho muito orgulho de ter sido fundadora. Senti cheiros, vi gente, andei em marcha por quilômetros. Bombas, gás, o medo, a coragem – era junho de 2013, muita luta. Entendi meu papel. Fui eleita secretária de comunicação do PSOL MG. No ano seguinte fui candidata a deputada federal e fiz parte da campanha mais linda que vivi, com Luciana Genro presidente. Depois, 2015 veio e eu fiz de tudo: greve de professores, manifestações, consultorias, reuniões, palestras, debates, construção do Emancipa, 26 viagens. Ao final, fui eleita Presidenta do PSOL de Minas Gerais. A primeira mulher a exercer essa função. Hoje, ocupo a vice-presidência do PSOL Belo Horizonte.

Aos 30, me casei com a mulher mais linda e melhor companheira. Nós escolhemos ser o mais felizes que podemos ser.
O desejo de mudança de quando tudo começou me faz construir várias ações. Hoje, além de seguir sendo professora da rede pública estadual, luto por acesso à educação e democracia no esporte junto a Rede Emancipa. Pelo direito à cidadania LGBTIQ, junto às queridas da Frente Autônoma LGBTIQ de BH. 

Se muito vale o já feito, mais vale o que será!”

VISITE O SITE DA PRÉ CANDIDATURA: